Ginásio Clube Montijo, 27 anos enquanto pioneiros na cidade

São várias as modalidades que oferecem e vários os momentos de impacto pela cidade. O Ginásio Clube de Montijo já foi reconhecido pelos seus atletas que se sagraram campeões a nível nacional.

Num pequeno edifício situado no centro da cidade, o Ginásio Clube de Montijo carrega a estória de um clube desportivo pioneiro. São 27 anos de existência e uma longa caminhada pelo desporto de competição. A notoriedade que têm faz-se sentir ao longo da cidade, mas nem por isso deixam de lutar pelos títulos que exibem com orgulho.

 Convidativo, quem nos recebe é Sesinando Pereira que, de guarda-chuva numa mão e documentos na outra, incentiva a visita ao “seu museu particular”. O espaço não é muito grande, mas encontra-se repleto da estória de vida do Clube. E que estória que carrega. Estantes e estantes repletas de troféus e medalhas completam a galeria que se encontra exposta ao longo das paredes do edifício.

À entrada, um mural com os momentos mais marcantes e os grupos mais dinâmicos. Todos de feitios diferentes, mas todos de forma simbólica e emblemática para o Clube. Subimos umas escadas que vão dar a um pequeno escritório na galeria do edifício. As estantes que ladeiam a sala encontram-se repletas de documentos e álbuns que relatam a história do Clube.

Sentamo-nos e a conversa começa. Sesinando Pereira é um dos fundadores deste clube desportivo. Está ligado à Ginástica desde 1976, onde trabalhou inicialmente para o Palmeiras. “Estive lá durante 10 anos. Após esse período ainda passei pelo Clube Desportivo do Montijo. Dessas experiências carrego boas e más memórias, mas quando não resultou mais, percebi que tinha de fazer um Clube à minha dimensão e, por isso, fundei este espaço”, destaca.

Sesinando Pereira procurou dar asas ao sonho e fundar aquela que era a sua visão de Clube Desportivo

Os primeiros tempos foram de grandes lutas e dificuldades. Sem instalações próprias e sem financiamentos excedentes, batalharam para conquistar o seu lugar na cidade e para se fixarem enquanto pioneiros no desporto.

“Quando nascemos, tivemos grande dificuldade em sobreviver. Não fomos aceites como Clube pela autarquia, mas conseguimos subsistir com o pouco financiamento que nos davam. Hoje em dia, já não é assim. Temos uma boa relação com o Montijo e somos apoiados”, reforça Sesinando Pereira não escondendo, porém, as dificuldades que sentem em assegurar um teto permanente para treinar.

Iniciaram os seus trabalhos nas instalações da Escola D. Pedro Varela. Porém, num panorama atual, os treinos passaram a ser feitos por lugares dispersos pelo Montijo. Nos últimos anos, o pavilhão do Esteval tem sido a casa deste Clube, no entanto, com este espaço ocupado para centro de vacinação, os atletas viram-se acolhidos pelos Pavilhões das Feiras de Exposição.

“Todos os Clubes têm, por norma, as suas instalações próprias. Nós, infelizmente, temos de andar com o material atrás, montar e desmontar constantemente este equipamento”, reforça o fundador, alegando ser este o principal desafio para quem sonha ainda com o dia em que tiver oportunidade de fixar o seu Clube numa casa própria.

Por enquanto, lutam para marcar a diferença no desporto com o tudo o que têm à mão e essa luta, consoante afirma o treinador, não tem sido em vão. Foram pioneiros em muitas modalidades para o Montijo e esse tesouro não o esquecem. Andebol e Hip-Hop são apenas algumas das atividades que outrora ofereceram à cidade, mas que, infelizmente para Sesinando, tornou-se impossível de o fazer hoje em dia.

Outra modalidade que lançaram foi o TeamGym, sendo uma das modalidades mais recentes do Clube. Também aqui têm sido pioneiros constantes pela cidade. Sesinando faz uma pausa. Recorda com dedicação os tempos em que organizavam vários campeonatos pelo Montijo, alguns deles até internacionais.

Atualmente, apesar de ter reduzido modalidades, apresentam um total de 250 participantes, sendo a faixa etária predominante a que abrange idades desde os 8 aos 10 anos. No entanto, não consegue esconder a nostalgia que sente ao relembrar os momentos em que o Clube tinha um impacto muito grande na população sénior do Montijo, tendo sido uma das faixas etárias mais predominantes.

Um dos seus maiores orgulhos é ter incentivado também a criação de uma modalidade de Tiro com Arco. É um desporto que ocupa parte do seu coração, mesmo não sendo uma oferta tão frequente a nível nacional. O grupo que permanece até aos dias de hoje não é muito grande, mas é o suficiente para continuar na caminhada.

Sesinando acredita que é dando o exemplo que se consegue estabelecer a importância de uma modalidade. “Fomos pioneiros do Tiro com Arco aqui no Montijo e eu, quando começámos a oferecer essa modalidade, fui o primeiro a praticá-la”, sublinha com um tom calmo. Apenas a família se sobrepôs ao seu amor pelo desporto coletivo e, desse ponto em concreto, não se arrepende de nada.

Quanto à oferta disponibilizada pelo Ginásio Clube de Montijo, o fundador assegura que existem várias turmas por frequentar. Contam um grande grupo misto -pais e filhos- que compreendem as idades dos 3 aos 5 anos, as classes de formação, as classes de iniciação ao TeamGym e as classes de competição – tanto na área do TeamGym, como na dos Trampolins.

Para ser atleta, não há grande burocracia que o impeça. O Ginásio Clube de Montijo pede que se registem enquanto sócios, paguem uma quota anual de 12 euros e um seguro de 10 euros, aliado às modalidades.

É um convite que estende a todos os montijenses que desejem celebrar, em conjunto com os seus participantes, as vitórias que têm alcançado enquanto clube desportivo. Foram cinco vezes campeões nacionais e ainda o primeiro clube do ranking a nível nacional nos mini trampolins.

Tomás Pinto, Diana Gago e Bruno Catarino, atletas do Clube destacados a nível nacional

Ao passear pela sala, os seus olhos pousam numa fotografia comtemplando três desportistas que são parte do seu orgulho no Clube- Bruno Catarino, Diana Gago e Tomás Pinto. São três atletas que têm carregado a responsabilidade de representar o clube nacional e internacionalmente na categoria de ginástica em mini trampolins.

Para Sesinando, não há maior felicidade que lançar desportistas para o mundo sabendo que tiveram as suas raízes no Montijo e, em particular, no Ginásio Clube do Montijo. Participar em modalidades desportivas de competição é uma oportunidade sem igual de representarem o país e a cidade onde nasceram.

Quando reflete sobre a importância de um clube desportivo desta dimensão no Montijo, a sua resposta é clara: “Ter a possibilidade de trabalhar em grupo, sob a orientação de um técnico, com materiais adequados ao desenvolvimento dessa modalidade é um aspeto a ter em conta. Depois, há sempre a possibilidade de representar um clube que é sempre um orgulho para quem o carregue no coração e goste de praticar desporto”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo