O Ti Teresa “arregaçou as mangas” para ajudar quem precisa

SAIBA MAIS:

Estivemos à conversa com Vanessa Oliveira, gerente do restaurante montijense Ti Teresa, que nos contou mais à cerca da iniciativa solidária que começou, e tem vindo a crescer. O objetivo é ajudar famílias que estejam a passar dificuldades financeiras e não tenham dinheiro para comer.

Devido ao confinamento, muitas pessoas perderam os seus trabalhos e, desta forma, cada vez há mais famílias a precisarem de ajuda para poderem comer. Esta é a história de Vanessa Oliveira e da família se prontificaram a ajudar quem mais precisa.

Vanessa Oliveira começou esta iniciativa porque a própria família tem uma história de luta e superação “Há cerca de 9 anos atrás, em Agosto de 2012, abrimos o “Ti Teresa”, numa outra casa, sem um único cêntimo no bolso. Estávamos desempregados e passámos muitas dificuldades”.

Quando começaram, a família teve a ajuda de várias pessoas “A nossa sorte foi a ajuda de amigos e fornecedores que nos ajudaram a montar a casa, podendo pagar as faturas consoante o que fossemos vendendo”.

Com a pandemia e consequente confinamento seria certo que o desemprego aumentasse “as nossas vendas começaram a diminuir, tantas eram as vezes em que ficávamos com muita quantidade de comida do prato do dia. Então lembrámo-nos: “Porque não doar, se nós sabemos valorizar o facto de querer 1 prato de comida e não ter?, pensou.

E foi a partir daí que começou esta aventura para ajudar quem mais precisa. As pessoas que chegam até a eles são muitas, assim como as histórias que contam “Temos tido várias (histórias), mas houve uma que nos marcou em particular”. 

Vanessa conta-nos que “Houve uma senhora com cerca de 70 anos (que temos tido a oportunidade de conhecer melhor, visto que ela tem vindo todos os dias ter connosco) que, ao procurar pela Ti Teresa, enganou-se e foi ter a um outro pronto-a-comer do Montijo. A senhora entregou a caixinha para colocar a comida e o dono, ao perceber que a senhora não tinha como pagar, esvaziou a comida do recipiente novamente para a estufa. Entretanto a senhora lá conseguiu encontrar-nos e, ao entregar a mesma caixa, vimos que estava suja (do episódio anterior), fizemos a observação inocentemente e a “Maria” lá nos contou, envergonhada, o que se tinha passado. Ficámos muito tristes e revoltados com a atitude dos colegas de profissão. Um prato de comida não se nega a ninguém”.

A proprietária da Pastelaria Searinha, Gisela, juntou-se à iniciativa e contactou o Ti Teresa, para que encaminhassem pessoas com dificuldades à pastelaria.

A Igreja Baptista do Montijo juntou-se também, tendo dado um donativo para que Vanessa e a família conseguissem chegar a mais famílias. Foram distribuídos cerca de 10 cabazes com bens essenciais “queremos agradecer à Igreja Baptista do Montijo, em particular ao David, que nos deu um bom donativo para conseguirmos chegar a mais famílias”.

A procura de ajuda tem sido muita, Vanessa conta-nos que “Tudo aquilo que nos trazem para doar, nós distribuímos num espaço de horas, tal é a procura. Inclusive fazemos compras não só com os donativos, mas também da nossa própria conta, de maneira a termos mais bens para doar”.

“Queremos que todos pensem no seguinte: ninguém está excluído de precisar. Um dia podem ser eles a precisar de um simples pacote de leite e não terem. Nunca se arrependam de fazer o bem! A vida dá muitas voltas! Nós já estivemos no lugar deles e sabemos o quanto custa, o quanto dói, querer alimentar a família e não conseguir. Pensem nisso e ajudem o próximo sem pensar 2 vezes”.

Para ajudar esta iniciativa a chegar a mais famílias, pode dirigir-se ao restaurante Ti Teresa e deixar os bens que puder. Se não tem a possibilidade de deslocar-se, pode também doar por MB Way (o NIB estará disponível em baixo). “Tudo o que recebemos é usado posteriormente para fazer compras/cabazes para as famílias”, diz-nos Vanessa.

Questionámos a gerente do Ti Teresa sobre a possibilidade de abrirem uma associação no futuro “Sinceramente nunca pensámos no assunto. Usámos a ferramenta que tínhamos ao nosso alcance, no entanto a vontade de ajudar é muita.

Pode ajudar a iniciativa que a Vanessa Oliveira começou através da doação de bens ou de uma verba monetária. Quando for buscar comida ao restaurante pode também deixar o que puder numa latinha. O dinheiro será usado para comprar produtos para cabazes como: gel de de banho, champô e outros artigos.

Contactos

Rua Bulhão Pato Nº67 2870-338 Montijo

212 316 247

NIB – 0035 0510000 38144 50061 (Vanessa Oliveira)

Contacto para a transferência por MB Way: 933 173 290

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo