Jannah Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.

SAND- Sarilhos Grandes entre dois mundos organiza ciclo de debates

O projeto SAND - Sarilhos Grandes entre dois mundos organizou um ciclo de debates no dia 4 de dezembro para refletir sobre o contributo para a identidade e cultura do território montijense.

“Sarilhos Grandes no contexto da margem esquerda do Estuário do Tejo nos séculos XVII a XIX” organizou um ciclo de conferências do Projeto SAND- Sarilhos Grandes entre dois mundos. O evento teve lugar no dia 4 de dezembro na Galeria Municipal com transmissão em direto na página do Facebook do projeto.

A conferência contou na abertura com a intervenção do presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta e com a apresentação do conferencista António Gonçalves Ventura. “Ao promover um ciclo de conferências públicas acerca deste projeto quisemos sublinhar a investigação multidisciplinar aqui envolvida” referiu o autarca explanando que “um dos objetivos é que os montijenses conheçam melhor a sua história e a sua participação nos grandes eventos da história nacional. A sua cultura da margem estuarina do Tejo, berço da expansão marítima.”

O evento contou ainda com o anfitrião Roger Lee Jesus, investigador do Centro de História da Sociedade e da Cultura  e do Centro de Humanidades.

O principal objetivo deste ciclo de debates era refletir sobre o trabalho que tem sido feito por este projeto de importância na história nacional, regional e sobretudo na história local e o seu contributo para o território montijense para a sua identidade e para a sua cultura.

O conferencista abordou as relações económicas estabelecidas entre a margem esquerda do estreito do Tejo e Lisboa, evocando três pontos: o enquadramento de Sarilhos Grandes no contexto da margem esquerda estuarina; a evolução e características da população face às respetivas condicionantes e a repercussão na população o exemplo da cólera mórbus – 1833.

Recorde-se que o projeto Sarilhos Grandes iniciou-se em 2008, no âmbito de uma intervenção de salvaguarda de uma empreitada da SIMARSUL, empresa do Grupo Águas de Portugal, que conduziu à descoberta de 21 enterramentos dos séculos XV-XVII. Desde então, uma equipa multidisciplinar tem realizado estudos com o objetivo de obter informações acerca da dieta e das doenças da população de Sarilhos Grandes.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo