Cantina dos Sabores: A revolução da comida deliciosa, saudável e instagramável

SAIBA MAIS:

Está de dieta ou a iniciar um estilo de vida saudável, mas não consegue passar sem comer um docinho ou uma comida um pouco mais calórica, que tão bem aquece a alma num dia de frio e chuva? Encontrámos o sítio certo para si, um espaço onde pode comer sem ter medo de subir à balança no dia a seguir.

Todos temos um sonho, em criança talvez tenha sido ter um unicórnio, mas hoje quando perguntam qual é o seu sonho, de certeza que já deu a típica resposta “O meu sonho é comer o que me apetece e não engordar”.

Pois bem, encontrámos um sítio perfeito para que o seu sonho se torne realidade. N’A Cantina dos Sabores pode comer desde um salgado a um doce sem culpa porque os pratos são sempre confecionados com a consciência de cortar nos ingredientes que possam ser prejudiciais à nossa saúde. A proprietária do espaço conta-nos que sempre teve uma preocupação com um estilo de vida saudável e que o objetivo era precisamente oferecer pratos variados e saborosos a um custo mínimo para a saúde, sendo que corta sempre que possível o açúcar e as farinhas processadas.

Cantina dos Sabores

Agora é o momento que certamente está a questionar-se, “Mas porquê cantina? Eu comia numa cantina quando andava na escola”. A ideia é mesmo essa, criar o conceito de cantina, sendo que “A ideia inicial do projeto era ser um self-service, mas os clientes não se adaptaram a esse conceito. No entanto, continuámos a levar os pratos à mesa sempre em tabuleiro, ao estilo das cantinas”, explica a proprietária.

Luísa escolheu o Montijo para se estabelecer porque, para além de ser natural da cidade, guarda lembranças da sua infância pacata, no lugar onde era seguro ir a pé para a escola e queria que os filhos tivessem também essa experiência.

O propósito deste conceito inovador é pegar nas tradicionais receitas portuguesas e criar novas receitas numa versão mais saudável, tendo sempre como preocupação cortar no açúcar e nas farinhas prejudiciais à saúde.

Cantina dos Sabores

A proprietária do restaurante montijense que trabalhava na indústria farmacêutica, revela que abriu o restaurante perante uma falha que havia no mercado “Eu sempre tive a preocupação de comer alimentos saudáveis. Quando trabalhava na indústria farmacêutica comia muitas vezes fora, no entanto não encontrava sítios onde comer comida saudável. O que havia era caro ou não era prático para uma refeição rápida. Quando o meu filho mais novo nasceu, por muitos fatores, senti necessidade de criar raízes e meter-me num negocio próprio, como forma de ser dona do meu tempo e controlar os meus horários e vida profissional”.

Luísa viu-se obrigada a permanecer em casa por uma gravidez de alto risco e encontrou na Cozinha um passatempo “preenchia o meu dia a cozinhar, só que apercebi-me de que não tinha bocas suficientes em casa para comerem tudo o que fazia. Desta forma, pensei em lançar-me nesta área da comida. Fiz uma série de formações na parte da Pastelaria e Nutrição e achei que teria que fazer algo que gostasse, então arrisquei”.

Cantina dos Sabores

N’A Cantina dos Sabores pode encontrar várias receitas e especialidades, mas o que distingue este projeto são os pequenos-almoços “Todos os dias fazemos um pequeno diferente. Desde waffles, panquecas, scones a crepes, mas não usamos nem farinhas refinadas nem açucares. São feitos com matérias primas saudáveis. Sempre recheados com requeijão ou iogurte, adoçados com mel e com fruta fresca.”

A quarentena foi um tempo de reinvenção. A proprietária aproveitou este tempo para criar deliciosos e coloridos hambúrgueres artesanais, feitos com carne maturada. Sim, leu bem, o pão de hambúrguer e o bolo do caco são coloridos, confecionados por um Chef na área da confeção de pão.

Cantina dos Sabores

Não pense que as especialidades ficam só por aqui. A Cantina dos Sabores também é especialista na confeção de bolos artesanais, aqueles que vemos no feed do instagram e gostávamos muito de ter um no aniversário. Luísa refere que “O objetivo da criação dos bolos é fazer algo diferente do que já existe. Todos deviam ter a oportunidade de comer um bolo que sabe a bolo, com ingredientes de bolo, mas que não é para ser comido com muitos remorsos, porque tenho sempre o cuidado de cortar nas gorduras e açúcares. Fazer bolos que saibam a bolo é o nosso principal objetivo. Bolos tradicionais que as avós faziam, com ingredientes naturais, sem atalhos e sem ingredientes que têm nomes esquisitos que não conseguimos prenunciar”.

A ideia das receitas surge “porque sou muito gulosa e gosto de comer. Gosto de estar atualizada e, por isso, como muito fora, as ideias surgem muito por ver tendências e tentar recriá-las numa versão diferente e mais saudável”.

Questionada sobre o segredo do negócio, a proprietária afirma “A alma é o segredo do meu negocio. Preocupo-me muito com um estilo de vida saudável e toda a minha família come no meu restaurante por isso o que sirvo aos meus clientes é o mesmo que sirvo aos meus filhos. Esta é a minha forma de estar, dou o melhor de mim em tudo o que faço, acho que o segredo aqui é mesmo a alma. O que nos difere é o amor que temos à camisola, somos uma equipa de seis pessoas. Não estamos aqui para ser melhores que ninguém, mas sim para nos superarmos a nós próprios todos os dias”.

Cantina dos Sabores

Começar este negócio no Montijo não foi fácil, Luísa desabafa “posso dizer que ainda hoje há muita resistência da parte dos montijenses e que grande parte dos clientes são pessoas de fora que trabalham por aqui, não senti que os montijenses valorizassem de imediato o que fizemos. Atualmente temos muitos montijense que vêm, mas o Montijo é conservador e isto foi um conceito diferente. A primeira vez que servi beringelas tive pessoas a perguntar o que eram. A primeira vez que servi risotto perguntaram se o arroz tinha corrido mal. Chegaram a chamar comida cientifica à minha Cozinha, mas havia sempre quem valorizada e ficavam felizes por haver alguém a fazer isto. Fui-me agarrando a esses clientes que reconheciam e valorizavam, mas não foi fácil. Mas atualmente é muito diferente, os pratos mais arriscados são os que desaparecem primeiro porque o nosso cliente já tem confiança e quer arriscar. É muito gratificante. Estes 8 anos deram muito trabalho a construir”.

Perante as dificuldades que o mundo enfrentou devido à quarentena imposta pelas medidas de contenção da COVID-19, Luísa afirma “nós trabalhámos sempre, fechámos portas mesmo antes de sermos aconselhados a fechar. Apercebi-me imediatamente que não estávamos para brincadeiras. Tinha um plano B que nunca tinha colocado em pratica e alguns projetos na gaveta. Investimos muito no take-away e nas entregas ao domicilio. Apostei muito mais nesta parte da pastelaria, que é muito chamativa e instagramável, começámos a comunicar com o cliente através das redes sociais, para um cliente diferente também. Não me posso queixar, faço um balanco positivo da quarentena porque consegui realizar projetos em standby que nunca tinha conseguido colocar em prática antes. Fomos muito acarinhados pelo cliente. Foi interessante.  Agora sou telefonista, pasteleira, estafeta, faço tudo. Foi a forma de dar a volta e ter sucesso no meio desta dificuldade”.

Cantina dos Sabores

Durante a quarentena, a Cantina dos Sabores adaptou-se e inovou perante as adversidades, alteraram as decorações, fizeram parceiras com empresas de gelados artesanais, elaboraram novas receitas e criaram alianças com vários fornecedores. 

Não baixando os braços, reinventaram-se sempre e pretendem agora investir nos caterings “Gosto muito de fazer caterings. É uma área que quero investir mais de mim porque gosto muito e é uma forma de chegar mais ao cliente. Tenho investido devagarinho e esta a correr muito bem, de futuro é uma área que vou apostar mais”, diz Luísa, confiante relativamente aos planos para o futuro d’A Cantina dos Sabores.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo